20 de out de 2009

Jornalistas formados no Isca se destacam na imprensa de Limeira




Alex Contin e Rafael Sereno, ex-alunos do Isca Faculdades, são editores nos dois principais jornais da cidade






por Juan Franscesco Piva

Em entrevista coletiva concedida aos estudantes do 4º semestre em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, do Isca Faculdades, no dia de 7 de outubro, os jornalistas Alex Contin e Rafael Sereno esclareceram as dúvidas de seus futuros colegas de profissão.

“Sou um jornalista 24 horas”, afirma Contin, editor de variedades do JL (Jornal de Limeira). Seu amor pelo jornalismo o faz trabalhar além do horário de expediente, “às vezes, até sonhando”, como descreve em seu blog pessoal.

O editor do JL considera que “a credibilidade do jornalista está no texto que não deixa dúvidas”. Assim, diz que o bom trabalho jornalístico está em captar da melhor maneira possível as informações concedidas pelas fontes, além de cobrir as matérias com isenção e ética.

“O leitor liga para corrigir os erros”. Contin justifica a afirmação com o caso de uma senhora que ligou no JL exigindo a correção do horóscopo publicado erroneamente pelo próprio editor. “Você tem que explicar e não deixar dúvidas em seu texto, não se pode subestimar o leitor”, lembra Contin, ao fazer uma avaliação sobre as disparidades intelectuais entre o público do jornal.

Formação acadêmica

Editor responsável da Gazeta de Limeira, Sereno informa que desistiu da formação de engenheiro para se arriscar na área que realmente gostava: o jornalismo. “Entre fazer engenharia e ser mais um, escolhi essa carreira, que me possibilitaria maior destaque”, afirma. Ele ainda diz que a sua profissão é gratificante e o salário não pesou na escolha do curso. Caso optasse pelas exatas, hoje poderia estar ganhando 5 mil reais por mês, mais do que recebe como editor.

Na visão do editor da Gazeta, depois da não mais obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão, deveria ser criada uma nova Lei de Imprensa, pois precisam ser estipulados parâmetros de qualidade da informação. “Na faculdade você erra e pode corrigir, no mercado nem sempre tem essa possibilidade”. Para ele, o futuro jornalista deve continuar com o curso, porque para conseguir emprego na área vai ser necessário o certificado.

Tanto no caso de Sereno como no de Contin, a formação acadêmica foi essencial para a conquista de uma vaga no mercado de trabalho. Nos últimos anos, o curso de Jornalismo do Isca Faculdades contribuiu para a qualificação das redações do JL e da Gazeta de Limeira com seus alunos.

Nenhum comentário: