29 de set de 2011

Pixel Show em São Paulo

Você gosta de ilustração, games, concept art, design, animação, cinema, intervenção urbana, fotografia, novas mídias, charges, cartoons, artes plásticas ou tecnologia? Um pouco de tudo isso? Achamos o local perfeito para você se divertir e conhecer as novas tendências da área! Saiba mais com o Nube. Nos dias 15 e 16 de outubro, São Paulo receberá a Pixel Show 2011, conferência internacional e feira de arte e design. Este é o maior evento de criatividade do Brasil e um dos cinco maiores do mundo, já em sua sétima edição. Organizado pela Zupi, o final de semana recebe 96 palestrantes, 23 live paintings, mais de 20 revistas e a participação de 31700 visitantes!
A Feira de Arte, Design, Moda e Tecnologia do Pixel Show 2011 é gratuita. Nesse espaço, empresas e fornecedores poderão interagir como público e sanar todas suas dúvidas. São corporações de tecnologia, com equipamentos e softwares utilizados pelos próprios artistas gráficos, além de produtos diferenciados no mercado. Fabiana Daniel, coordenadora da área de Design do Nube – Núcleo Brasileiro de Estágios, acha o evento muito interessante para quem quer seguir a área do design. “Já participei em 2008 e me arrependo por não ter tido a oportunidade de retornar nas demais edições. Foi muito bom estar próximo de empresários do ramo, escutar suas experiências e poder trocar conhecimento com outros participantes”, comenta a graduada em Design Gráfico.
As datas também contam com um festival de animação e motion graphics, além do sempre presente painel para Graffiti. Não esqueça seu spray ou canetão! O acontecimento também terá exposições e um workshop a preço de custo, a única atividade paga, sem necessidade de inscrição. As oficinas custam R$ 70,00 e duram de três a quatro horas, aprendendo um pouco mais sobre carimbo, colagem, estêncil e técnicas de Graffiti. Palestras também estão disponíveis no mesmo horário. Confira o site oficial e fique de olho na programação! A Pixel Show 2011 acontece nos dias 15 e 16 de outubro em São Paulo, na Rua Doutor Plínio Barreto, 285 - Bela Vista. Se você gosta de tecnologia e ainda não sabe qual carreira seguir, essa pode ser uma boa oportunidade para descobrir! Anote já essa dica do Nube em sua agenda. Boa visita!

Fonte: http://nube.com.br/nubenews/noticia?id_noticias=4127


Mudanças no mercado de trabalho: Três anos da Lei de Estágio

26 de setembro de 2008. Neste dia foi publicada a Lei do Estágio n° 11.788. Sua criação trouxe grandes mudanças para a vida dos estudantes e se tornou um marco no mercado de trabalho. Mesmo tendo provocado um momento conturbado com a sua implantação, agora todos já colhem os bons frutos das suas modificações. Saiba mais com o Nube. Um dos motivos de, inicialmente, ter ocorrido uma baixa na contratação, em 2008, foi a crise econômica. Assim, as oportunidades caíram 40% nos seis primeiros meses da nova legislação. Antes disso, havia 1,1 milhão de estagiários no país, sendo 715 mil do nível superior e 385 mil do ensino médio e médio técnico. Após ter sido publicada, esse número recuou para 900 mil. Hoje, já se nota uma normalização e o total de jovens estagiando é semelhante ao encontrada em 2007. Assim, temos 1 milhão, sendo 740 mil do ensino superior e 260 mil no nível médio e médio técnico.
            Para estimular as organizações durante a contratação, algumas vantagens foram instituídas. Desse modo, elas ganharam com os incentivos sociais e fiscais e não precisam recolher INSS, FGTS, verbas rescisórias e 13º. Entretanto, a grande melhoria foi o aumento da segurança jurídica. Para os jovens, dentre os benefícios está a alteração da carga horária para o máximo de 6h diárias de trabalho (30h semanais), para estudantes de ensino superior e da educação profissional de nível médio e médio regular. Fora isso,  foi estabelecido o direito de recesso remunerado e alguns benefícios como auxílio transporte e bolsa-auxílio obrigatória, quando o estágio não é obrigatório.
            Outro ponto positivo foi a obrigatoriedade, por parte das empresas, de estipular um profissional para supervisionar as atividades desenvolvidas pelo estagiário. O acompanhamento também é feito pelas instituições de ensino. Isso faz o estágio se tornar uma grande experiência, pois permite colocar em prática a teoria aprendida nas salas de aulas e, assim, ter certeza sobre a escolha da profissão. Então, quem deseja ingressar no mercado de trabalho, ainda este ano, deve investir na formação acadêmica e participar das atividades oferecidas pela universidade ou escola. “Com o intuito de auxiliar essas pessoas oferecemos, em pareceria com o Cedep – Centro de Desenvolvimento Profissional, treinamentos mensais gratuitos. Os temas são variados e abordam assuntos do mundo corporativo, como marketing pessoal e empregabilidade”, explica o presidente do Nube, Carlos Henrique Mencaci. É importante ter sempre em mente o fato de, além da experiência adquirida, o aprendizado absorvido facilitar bastante o desenvolvimento pessoal e profissional. Por isso, não deixe para depois. Capacite-se, comece desde cedo a procurar por oportunidades e conte com o Nube em sua trajetória profissional. 



13 de set de 2011

Professora de Comunicação Social cede entrevista em programa de TV


Por Gerson Américo
A coordenadora dos cursos de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda) do Isca Faculdades, Audre Cristina Alberguini, participou do programa “Fatos e Notícias” da TV Jornal, apresentado por Ana Paula Sequinato e Luiz Biajoni, para apresentar sobre o “I Concurso USTL de Jornalismo” destinado aos alunos de Jornalismo do Isca Faculdades. O concurso promovido pela União Sindical dos Trabalhadores de Limeira (USTL) prevê a elaboração de reportagens com o tema: “O papel dos sindicatos no desenvolvimento do Brasil”.

8 de set de 2011

União Sindical dos Trabalhadores de Limeira realiza concurso de Jornalismo no Isca Faculdades

Cíntia Ferreira

A União Sindical dos Trabalhadores de Limeira (USTL) promove o I Concurso USTL de Jornalismo. Trata-se de um concurso acadêmico para os alunos de Jornalismo do Isca Faculdades. Os alunos de Jornalismo do Isca Faculdades de Limeira devem produzir reportagens com o tema “O papel dos sindicatos no desenvolvimento do Brasil”.

As inscrições vão até o dia 07 de outubro e devem ser feitas na coordenação do curso. O julgamento e a seleção das três melhores matérias ficarão sob a responsabilidade de uma comissão julgadora, composta por um representante da União Sindical dos Trabalhadores de Limeira, por um professor do curso de Jornalismo do Isca Faculdades e por jornalistas de veículos de comunicação de Limeira.

A entrega dos prêmios acontecerá dia 24 de outubro, na abertura da Semana de Comunicação 2011 do Isca, às 19h30, no anfiteatro da faculdade. Os três melhores trabalhos vão receber certificados e as seguintes premiações em dinheiro: primeiro lugar R$ 2 mil, segundo lugar R$ 1, 5 mil e terceiro lugar R$ 1 mil.


Líderes sindicais vão ao Isca divulgar concurso de Jornalismo

Cíntia Ferreira

Na quarta feira, dia 30 de agosto, aconteceu no Isca Faculdades a palestra para divulgação do o I Concurso USTL de Jornalismo, para todos os alunos de Jornalismo.

Estiveram presentes José Roberto de Campos Junior, representante do Sindicato dos Papeleiros de Limeira, Carlos Chaves Solano, do Sindicato de Joias e também Mateus Calefi, do Sindicato dos Empregados em Condomínios Residenciais, Comerciais ou Mistos de Limeira (Sinecon).

O objetivo da palestra foi apresentar o concurso para os alunos. O tema do concurso é “O papel dos sindicatos no desenvolvimento do Brasil”.

Mateus Calefi, presidente do Sinecon, afirma que a palestra foi importante para ampliar o conhecimento dos alunos sobre a história dos sindicatos. “A grande expectativa para o concurso de Jornalismo é que alunos consigam fazer ótimos trabalhos, que resultem em reportagens esclarecedoras”, disse Calefi.

Natalia Campos, aluna do segundo semestre de Jornalismo, considera muito importante a iniciativa da USTL ao realizar o concurso. “Participar do concurso incita bastante o conhecimento, a aprendizagem, a dinâmica, a busca por informações de variadas fontes”, disse a aluna.

Vanessa Ferreira está no oitavo semestre de Jornalismo na instituição e afirma que vai participar do concurso, pois, em sua opinião, os sindicatos têm por obrigação defender os interesses de uma classe trabalhista, no que se diz respeito aos direitos econômicos, sociais, profissionais e políticos de seus associados.