31 de jan de 2011

Jornal Maturidade conta a história dos 40 anos do Isca Faculdades

Cíntia Ferreira

Está disponível no site do Isca Faculdades o Jornal Maturidade, em comemoração aos 40 anos da instituição. No jornal, o leitor encontra matérias produzidas por jornalistas e também por alunos do curso de Jornalismo da faculdade. O Jornal Maturidade aborda o aniversário de 40 anos do Isca Faculdades, com foco em seus profissionais, suas conquistas e sua história.

O aluno do 7º semestre de Jornalismo do Isca, Juan Piva, diz que a experiência de participar do projeto foi positiva. “Fazer parte da equipe que produziu o jornal foi bom, pois pude contribuir com a faculdade que tem me ajudado a conquistar espaço no mercado de trabalho. O curso de Jornalismo da instituição é, sem dúvida, um dos melhores do Estado”.

O aniversário de 40 anos da Faculdade aconteceu em 20 de maio de 2010 e a ideia de produzir um produto que contasse essa história de forma informativa envolveu vários departamentos da instituição.

Gerson Américo, também aluno do 7º semestre de Jornalismo, trabalhou no processo de elaboração do jornal. “Adquirimos mais experiência com a elaboração da matéria. Tivemos a oportunidade de conhecer ainda mais a instituição, os cursos oferecidos e também os alunos”, afirma.

O Jornal Maturidade está disponível no site do Isca Faculdades para visualização e também para downloads.


Acesse esse link para visualizar: http://home.alie.br/sites/iscafaculdades/jornal40anos.pdf

Aluna de Administração do Isca vai a Madri conhecer feira de joias

Maísa Ribeiro Gasparini
Cintia Ferreira

A aluna Maísa Ribeiro Gasparini, do 3° semestre de Administração de Empresas do Isca Faculdades, embarca para Madri, na Espanha, na primeira semana de fevereiro, para participar da feira Bisutex, feira internacional de bijuteria e acessórios, onde grandes marcas do ramo se reúnem para divulgar seus novos trabalhos.

Maísa faz parte do projeto “Empresárias Exportadoras de Limeira”. O projeto oferece gratuitamente 200 horas de aulas de treinamento e idiomas, estratégias e noções de regras e procedimentos de comércio internacional para 27 empresárias. “A experiência tem sido ótima, aprendi e ainda quero aprender muito. Como quero seguir no ramo de Comércio Exterior, acredito que essa seja a oportunidade perfeita”, declara a estudante.

O projeto “Empresárias Exportadoras de Limeira” é uma realização da Associação Limeirense de Joias (ALJ) e conta com o apoio da Secretaria de Políticas para Mulheres.

Promotoria Comunitária terá sede no ISCA Faculdades


Por Cintia Ferreira

A solenidade de instalação do projeto da Promotoria Comunitária da cidade de Limeira acontece dia 03 de fevereiro, às 18 horas, no anfiteatro Dr. Waldomiro Francisco, no Isca Faculdades. A Promotoria Comunitária é um projeto por meio do qual o Ministério Público (MP) de São Paulo atua na busca de soluções para problemas sociais e de políticas públicas que interferem nas questões de segurança pública e justiça criminal.

o promotor de justiça Luiz Alberto Segalla Bevilacqua.

Dessa forma o MP passa a atuar na prevenção e para isso a Promotoria Comunitária passa a atuar com a comunidade civil, polícias e órgãos públicos, dentre outros. O projeto é uma nova filosofia que vem sendo implantada para fazer do Ministério Público uma instituição mais comprometida com a comunidade e com a busca de resultados efetivos para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

A Promotoria Comunitária terá a sede dentro do Isca Faculdades. Coordenadores, professores, estagiários e alunos de todos os cursos da instituição participarão do projeto, através do levantamento de informações e pesquisa para a solução de problemas da comunidade.

“Vamos reforçar a participação do aluno com destaque no atendimento e na Promotoria Comunitária, mas também serão abordadas muitas áreas junto à comunidade. O mais importante é o trabalho social e o engajamento de todos,” afirma o professor Celso Antonio Palermo, presidente da instituição.

O interesse da instalação da Promotoria Comunitária de Limeira nasceu do conhecimento dos resultados que o projeto atingiu na cidade de Guarulhos e no bairro de Santo Amaro, em São Paulo. Com essas experiências, a Procuradoria Geral de Justiça vem estimulando sua instalação em todo o Estado.

“Vamos agir de forma preventiva, vamos criar diálogos entre líderes comunitários e a população a respeito das situações ligadas ao tema, assim chegando à resolução de conflitos e a uma melhor qualidade de vida dos cidadãos”, declara o promotor de justiça, Luiz Alberto Segalla Bevilacqua.

No dia 26 de janeiro, as 18h30 horas, aconteceu uma coletiva de imprensa, no Isca Faculdades, para apresentar à imprensa local o projeto de Promotoria Comunitária.

Museu Exploratório de Ciências abre inscrições para concurso Minuto Ciência

Museu Exploratório de Ciências realiza concurso latino-americano e
caribenho de vídeos de divulgação científica


(Divulgação)

Estão abertas as inscrições para o “Minuto Científico”, concurso
latino-americano e caribenho de vídeos de divulgação científica
organizado pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade
Estadual de Campinas (Unicamp).

A premiação ocorrerá no dia 30 de maio durante a 12ª Reunião Bienal da
Rede de Popularização da Ciência e Tecnologia na América Latina e
Caribe (RedPop), que será realizada na Unicamp de 29 de maio a 2 de
junho.

Com o tema “Transformação”, o concurso aceitará trabalhos nas
categorias Jovem, para participantes com até 18 anos, e Adulta, para
candidatos acima dessa idade.

Os vídeos, com duração entre 60 e 120 segundos, poderão ser inscritos
em uma das três grandes áreas do conhecimento: Ciências humanas e
sociais, Exatas e tecnológicas e Biológicas.

As inscrições deverão ser feitas até 11 de março. Os interessados
podem inscrever quantos trabalhos desejarem, sendo necessário efetuar
o pagamento de uma taxa de inscrição de US$ 10 para cada vídeo
enviado.

Para cada obra ganhadora será oferecido um prêmio no valor de US$ 500.

http://www.agencia.fapesp.br/materia/13360/minuto-cientifico.htm

Mais informações: www.mc.unicamp.br/redpop2011.

20 de jan de 2011

MPF cria turminha para orientar crianças e adolescentes

Cintia Ferreira


Projeto nasceu da necessidade de comunicação do Ministério Público Federal com esse público


O horário da propaganda da TV chamou a atenção de Ana Julia, 5 anos. O comercial mostrava uma menina ensinando a importância de saber comprar um produto e ler com atenção as informações das embalagens. Trata-se de uma das personagens da Turminha do MPF, projeto criado em outubro de 2009 com a intenção de aumentar a comunicação entre o Ministério Público Federal com as crianças e os adolescentes. “A minha personagem favorita é a Maressa, ela é muito inteligente e engraçada”, diz a menina sem tirar os olhos da televisão. “Gostei muito do comercial, dá para aprender bastante coisa”, diz.

Imagem: Divulgação

Além de propagandas na TV, o projeto tem um site com informações sobre as áreas atendidas pelo MPF. Com ilustrações e textos voltados para as crianças, ele desperta a atenção do público-alvo também com jogos e blogs dos personagens da turminha. Ana Julia – que, além de acompanhar os vídeos da turminha, brinca no site - já domina as ferramentas da Internet, mesmo sem saber ler.

Em 2010, para comemorar o primeiro aniversário da Turminha do MPF, foi lançada uma revista em quadrinhos com aventuras dos personagens em situações que divertem e ensinam. Desenhista, cartunista e publicitário, Renato Fabregat conheceu o projeto há pouco tempo e apoia a iniciativa. “Acredito que o Ministério Público Federal tomou um caminho diferenciado rumo à comunicação com seu público, no caso as crianças e adolescentes. A ilustração é uma das melhores formas de se comunicar, independente da idade, grau de escolaridade e etnia”, analisa.

Tendo como lema “Assunto de gente grande para gente pequena”, o projeto foi idealizado e criado pelos servidores da Secretaria de Comunicação da Procuradoria Geral da República. Nele, dez personagens ajudam a explicar a atuação do MPF: Malu, Professor Ari, Vó Zita, Rafinha, Alex e Bóris (o cachorro), Sol, Munani, Rod e Maressa.

Além das crianças e adolescentes, o projeto tem um outro foco: os professores. Maria Silvana Tono é professora do primeiro grau e pensa que é possível usar o material do site para enriquecer as aulas, adequando o conteúdo para cada idade. Nas séries iniciais, os jogos e brincadeiras; já nas séries mais avançadas, textos, pesquisas, entrevistas, diálogos entre os personagens e outros recursos oferecidos pelo site. “É muito importante a introdução de noções de cidadania logo na infância, pois temos que cuidar do nosso presente para colher resultados positivos no futuro, contribuindo assim para o desenvolvimento da criança enquanto sujeito de direitos e deveres”, comenta.

Educação

Publicitário, professor e mestre em comunicação, Victor Corte Real diz que o uso de comerciais de TV pelo projeto é um ponto positivo. “Esse tipo de propaganda, a Turminha do MPF, contribui com a educação justamente por conseguir dialogar adequadamente com as crianças”, avalia.

Segundo o site do projeto, a Turminha do MPF tem por objetivo contribuir para a formação da cidadania entre crianças e adolescentes. Para a concepção do conteúdo, foram selecionados temas de interesse da sociedade e pertinentes às funções do MPF: cidadania, direitos humanos, patrimônio cultural, meio ambiente, diversidade, equidade, justiça, ética, moralidade, democracia, corrupção, violência e criminalidade.

“É uma estratégia muito inteligente e comprometida com a formação de cidadãos mais conscientes com a realidade. Caminha para cumprir seu papel de informar sobre o MPF aos futuros jovens e adultos”, complementa Victor.

19 de jan de 2011

Programa Linkados - número 1

Assista ao programa Linkados número 1, produzido pelos alunos de Comunicação do Isca Faculdades.







Para mais informações, acesse o site do programa: http://linkadosnaweb.blogspot.com/