22 de out de 2009

Educação de qualidade é discutida no primeiro dia do Fórum no Isca

Diego dos Santos
Gisele Carvalho
Luana Delevedove
Vanessa Ferreira

O 1º Fórum de Integração do Conhecimento do Isca começou nessa terça-feira (20) abordando a saúde e a educação no curso Gestão e Políticas Públicas e Sociais. A palestra foi realizada pelo professor e vereador de São Paulo, Eliseu Gabriel de Pieri. O objetivo da palestra foi apresentar políticas eficazes para a educação e a saúde no país.

Pieri iniciou o debate retratando o ser humano. “O ser humano é uma construção cultural”, afirmou. Tendo em vista o sistema político-econômico e social vigente no Brasil, Pieri é convicto ao dizer: “os cidadãos perderam a noção de seus direitos”.

Segundo o professor, a passividade da população contribui para uma gestão não eficaz e contraproducente no desenvolvimento do país. “Uma vez que o Estado não provê os direitos básicos à população, deixamos de ter direitos para ter serviços, ou seja, tem que comprar a educação e a saúde”.

De acordo com o professor, o Estado tem que ser o indutor do desenvolvimento do Brasil. “O poder público tem que ter responsabilidade e buscar a soberania como país”. Para obter-se uma educação de qualidade, Pieri acredita que o Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico seja o caminho para o progresso e melhoria do setor. “A democratização na educação favorece as discussões para estabelecer parâmetros na reestruturação da educação”.

Segundo a professora e socióloga, Eliana de Gaspari Oliveira Rodrigues, o progresso na educação deve começar pelos professores e pelo método de ensino. “Investir na licenciatura dos professores e incentivar o mestrado e o doutorado são caminhos importantes na gestão da educação.

E também a modificação no sistema de avaliação do ensino contribuirá para a valorização da formação escolar e obtenção de melhores resultados na aprendizagem”, disse. De acordo com Eliana, a escola precisa ensinar os alunos a refletirem sobre a problemática e não a decorarem fórmulas complexas.

A estudante do 8º semestre do Serviço Social do Isca, Maria Valdirene da Silva, está finalizando o seu trabalho de conclusão de curso sobre a gestão de políticas públicas nos centros de assistências sociais e participou da palestra.

“As políticas públicas precisam estar voltadas para a educação”, afirma Maria. Segundo a universitária, o Brasil precisa investir mais na educação, como a China e o Japão. “Não sabia que se investia pouco na educação de nosso país. A partir da educação outros problemas sociais poderão ser resolvidos”.

Pieri finalizou a palestra incentivando os alunos a se integrarem no movimento estudantil e a lutarem por melhorias públicas. “Perceber a necessidade da participação é o primeiro passo”, disse.

Nenhum comentário: