26 de nov de 2009

A pressa do Jornalismo

Erros comprometem a qualidade da cobertura on-line

por Carlos Giannoni

O Jornalismo na Internet está cada vez mais popular e em total expansão, devido ao crescente número de internautas no país. No entanto, a ‘agilidade’ que o veículo exige na divulgação das notícias pode atrapalhar o jornalismo na rede. Informações mal apuradas, incoerentes e erros de digitação são freqüentes.

O jornalista Daniel Heldt, diz que a informação deve ser checada em qualquer que seja o tipo de veículo de comunicação. "O erro pode causar grandes danos às pessoas ou mesmo à comunidade envolvida com a informação".

Foi o que aconteceu no último dia 10, quando o país sofreu mais um apagão, que afetou vários estados. Nas horas seguintes, a pressa em dar a notícia ficou visível. O portal G1, por exemplo, publicou matéria com vários erros de português (observe as fotos a seguir, clique para ampliar).





De acordo com Heldt, um dos fundadores do site jornalistas.blog.br, o autor ou o veículo deve se retratar quando noticia de maneira errada. "Quanto mais se erra na ânsia do ‘furo’, mais credibilidade se perde", conclui o jornalista.

A reportagem do EmFoco enviou dois e-mails para a redação do portal G1, relatando as incorreções, mas não obteve respostas. Só após 1h40 da publicação da matéria é que os erros foram corrigidos, tempo suficiente para a notícia chegar de modo incoerente a milhares de internautas.

Nenhum comentário: