25 de nov de 2009

Celular é ferramenta para Jornalismo

Hoje em dia é comum repórteres capturarem imagens por celular

por Vanessa Ferreira

No contexto atual, em que as mídias digitais estão em evidência, o celular como forma de receber e distribuir informações exige uma reconfiguração das funções jornalísticas. O jornalista passar a ter, ele próprio, de apurar as informações, produzir e disponibilizar suas reportagens com texto, foto e vídeo.

O celular colabora na produção e checagem de dados exigidos do repórter. No entanto, ficam valendo os mesmos critérios de ética e integridade do bom jornalismo. “Os celulares estão introduzindo um novo formato de jornalismo digital para levar rapidamente informações ao leitor plugado”, diz o jornalista Fernando Carril, gerente geral de celular da UOL.

Já para Rafael Sereno, redator-chefe da Gazeta de Limeira, o celular é uma tecnologia que facilita ao jornalista a busca de fontes e notícias e a conexão das mídias. “Pelo celular, posso entrar ao vivo numa transmissão de rádio ou TV e reportar as informações diretamente do local onde está acontecendo a notícia”.

Na opinião dele, mesmo com os benefícios para o jornalismo, o celular ainda possui restrições como meio de divulgação de notícias. “A restrição do espaço possibilitado pelas mensagens de texto SMS é prejudicial ao leitor, que gosta de informação completa”, explica.

Por isso, o Bluetooth está praticamente tomando o lugar das mensagens SMS enviadas por celular. Segundo o site de notícias Info Wester, a expectativa é que, em 2013, cerca de 2,4 bilhões de aparelhos em todo o mundo estejam integrados nesse padrão de comunicação.

Esse mecanismo pode ser usado sem restrições para enviar e receber arquivos de foto, vídeo e música. A sua utilização tem crescido, inclusive na área da Comunicação Social, tanto na Publicidade quanto no Jornalismo, devido à rapidez e ao baixo custo na transmissão de informações através de ondas de rádio.

Para Felipe Paes, aluno de Publicidade e Propaganda, a principal contribuição do Bluetooth é viabilizar o acesso às informações. “Em qualquer lugar que você estiver, ele possibilita compartilhar e receber arquivos de todos os gêneros”, explica.

Nenhum comentário: