6 de mai de 2010

Exposição de fotos sobre o festival de circo acontece no Isca

Alunos do Isca prestigiam exposição de fotos

por Cintia Ferreira

Durante os cinco dias do 3º Festival Paulista de Circo, realizado em Limeira de 7 a 11 de abril, fotógrafos registraram movimentos, formas e cores e toda a magia de palhaços, malabaristas, trapezistas, mágicos e muitas outras atrações.

As obras compõem uma exposição no saguão de entrada do Isca Faculdades e Colégio Acadêmico. A mostra conta com fotos de autoria de sete profissionais, sendo seis pertencentes ao Foto Clube de Limeira e um de São Paulo. Os fotógrafos são Fábio Vilella (SP), Fernando Sanches, JB Gimenez, Igor Santuci, Lucas Tintori, Nelson Shiraga e Tiago De Gaspari.

"Palhaçada" reúne diferentes visões e linguagens fotográficas sobre o mesmo tema. Cada fotógrafo imprimiu seu olhar e seu conhecimento, promovendo belas imagens e enquadramentos.

Para o estudante Gerson Américo essa é uma oportunidade que deve ser aproveitada. “Não pude participar do Festival de Circo, portanto posso ver como foi através das imagens”, conta.

O circo no país

Segundo a editora de teatro, atriz e escritora, Alice Viveiros de Castro, existem atualmente mais de 2 mil circos espalhados pelo Brasil, sendo aproximadamente 80 médios e grandes, com trapézios e grande elenco. Atualmente, paralelo aos circos itinerantes e tradicionais que ainda existem, a arte circense também é aprendida em escolas, através de um movimento chamado Circo Contemporâneo, surgido no final dos anos 70 em vários países.

A primeira escola instalada no Brasil chamava-se Piolin, em São Paulo, no estádio do Paecambu, em 1977. Piolin é também o nome que deu origem à maior das quatro tendas do Festival Paulista de Circo.

Nenhum comentário: