25 de mar de 2010

Barqueata une comunidade e autoridades em prol de represa

Em comemoração ao Dia Mundial da Água, evento reúne cerca de 600 pessoas na sede do Barco Escola

por Juan Piva

A Associação Barco Escola da Natureza recebeu, em sua sede, cerca de 600 visitantes e 40 embarcações na 1ª Barqueata Pró-Represa, realizada no último sábado, 20 de março, em comemoração ao Dia Mundial da Água.

O objetivo do evento foi conscientizar a comunidade e as autoridades dos problemas relacionados à poluição do Reservatório do Salto Grande, cobrando investimentos e maiores cuidados com as águas, que foram cartões postais da cidade de Americana na década de 70.

A Barqueata foi organizada pelo Iate Clube de Campinas, pelo Iate Clube de Americana e pela Comunidade Sagrada Família, contando também com o apoio da Prefeitura de Americana e do Barco Escola.

O encontro reuniu barcos, lanchas, jet skis, veleiros, caiaques, além da chalana da associação, que levou as autoridades. As embarcações saíram da Praia dos Namorados às 11h com destino à Praia Azul, retornando, em seguida, ao local de partida.

A Banda CO2 Zero ficou encarregada de animar os visitantes com músicas de rock parodiadas, voltadas a ações ecologicamente corretas. O interessante é que o próprio público fazia com que o som não parasse. Isso porque a energia para ligar os instrumentos musicais era viabilizada ao se pedalarem duas bicicletas ergométricas colocadas em frente ao palco.

O coquetel de abertura do evento teve início às 10h e contou com a participação do prefeito de Americana, Diego De Nadai (PSDB), do secretário de Meio Ambiente de Americana, Jonas Santarosa e do secretário de Meio Ambiente de Paulínia, Ricardo Ferro.

Segundo o prefeito, “ações como a da Barqueata revelam a importância das águas da represa quanto à disponibilidade hídrica e os cuidados que devem ser tomados em relação ao despejo de esgoto”. Em meio ao evento, De Nadai também revelou que pediu ao ministro do Turismo, Luis Eduardo Pereira Barreto Filho, R$ 5,5 milhões para a revitalização da Orla da Praia do Namorados.

Recuperação

“Seria bom se pudéssemos ver a orla limpa novamente, com água para beber, peixes, além de uma grande opção de turismo, como foi na década de 70”, lembra o conselheiro da Comunidade Sagrada Família, Antonio Sérgio Leite de Camargo.

Todo esforço em conjunto é válido para melhorar as condições da água do Reservatório do Salto Grande. Por esse motivo, estamos participando da Barqueata”, diz o sargento Edemilson Carlos Stoque, comandante da base da Polícia Ambiental em Americana.

Segundo o diretor do Iate Clube de Campinas, Júlio Sandroni, o clube teve, no passado, cerca de mil barcos de propriedade de seus associados. “Com a vinda dos aguapés, muitos moradores foram embora e o Iate entrou em crise. A nova diretoria vai lutar pela recuperação do local”, afirma Sandroni.

“Juntamente com as autoridades públicas, pretendemos fazer um manejo consistente dos vegetais que estão se proliferando na água e tratar todo o esgoto que é descartado na represa”, diz o diretor do Iate Clube de Americana, Vitor Coelho.

Para o presidente do Barco Escola, João Carlos Pinto, o mais importante é a união do primeiro, segundo e terceiro setores em prol do Reservatório do Salto Grande. “O Barco Escola estará sempre à disposição para lutar pela qualidade da nossa água”, afirma.

Crédito da foto: Juan Piva

Nenhum comentário: